O portal de cinema Cinemascope lança nesta segunda-feira (26) o ebook Filmes de Urgência – Fragmentos de um País no Novíssimo Cinema Brasileiro. Organizado pelo crítico Donny Correia e pela jornalista Joyce Pais, fundadora do portal, a publicação apresenta textos de seis autores que refletem sobre a produção do cinema brasileiro da década de 2010.

O conjunto de seis capítulos – um para a cena audiovisual de cada região do País – discute a diversificada produção cinematográfica dos anos 2010 que resultou da expansão e descentralização das políticas públicas para o setor. Segundo organizadores do ebook, o cinema brasileiro da última década demonstrou sua urgência ao começar a se afinar – voluntariamente ou não – a pautas e acontecimentos sociopolíticos e históricos eminentes, especialmente após 2013.

Para Donny Correia, a publicação foi idealizada como documento sobre o cinema brasileiro, “mas acabou se tornando um testamento”. A gestação do livro começou no final de 2019 e atravessou o primeiro ano da pandemia de Covid-19, acompanhando o desmonte de políticas públicas para a cultura e audiovisual, sucateamento de equipamentos culturais e ataques promovidos pelo Governo Federal à classe artística.

Filmes de Urgência

Participam do ebook autores com diferentes vivências e perspectivas. Baseada em Belém, a crítica e roteirista Lorenna Costa Montenegro abre a publicação com o artigo Fabulações sobre a Amazônia e a experiência do cinema nortista. É seguida pelo jornalista Cícero Pedro Leão, que reflete sobre a travestilidade a partir do longa cearense Inferninho (2019). No capítulo intitulado Nordestern: o sertão (en)contra o capital, a historiadora e roteirista Thaís Lourenço revisita múltiplas representações do sertão no cinema brasileiro recente. O livro avança para o Centro-Oeste do país com Branco Sai, Preto Fica: episódios de racismo na capital do Brasil, capítulo escrito por Bruno Tavares.

No quinto capítulo, Um quintal universal tão diverso quanto o Brasil, a pesquisadora Carolina Assunção conversa com jovens realizadores – entre eles o diretor Gabriel Martins e a produtora Luana Melgaço – sobre a profícua cena cinematográfica de Minas Gerais. No sexto e último, a roteirista Janaina Fischer reúne depoimentos de sete cineastas da região Sul que lançaram seus primeiros longas-metragens no anos 2010, como Davi Pretto (Rifle, 2016) e Filipe Matzembacher e Marcio Reolon (Tinta Bruta, 2018).

A organização propõe descentralizar o debate em torno de obras cinematográficas contemporâneas. Joyce Pais enfatiza a importância de realizar e disponibilizar gratuitamente a publicação em um momento de crise do setor. “Para saber no que vai se transformar este novíssimo cinema brasileiro, é preciso produzir memória sobre ele”, destaca.

II Semana + Cinema

Para marcar o lançamento do ebook Filmes de Urgência, o portal Cinemascope promove a II Semana + Cinema. O evento online acontece de 26 a 29 de julho, às 19h, e apresenta debates, rodas de conversa e outras atividades com a presença de autores e realizadores. Programação completa disponível em bit.ly/2-semana-mais-cinema.

Artigo anterior6 filmes brasileiros para assistir no streaming em julho
Criadora e editora do Assiste Brasil. Jornalista com especialização em Estudos Cinematográficos e mestranda em Multimeios.
COMPARTILHAR