As primeiras mulheres reconhecidas por seus trabalhos atrás das câmeras estão na minissérie Pioneiras do Cinema Brasileiro do podcast do Assiste Brasil. O segundo episódio apresenta a trajetória profissional de Carmen Santos (1904-1952), atriz, produtora, roteirista e diretora indissociável da história do cinema brasileiro.

Maria do Carmo Santos nasceu em Portugal e chegou ao Brasil ainda criança. De família humilde, entrou no cinema por acaso. O primeiro filme em que atuou foi também o primeiro que assistiu na vida. Carmen podia ser apaixonada pela sétima arte, mas, mais que isso, era uma profissional dedicada e decidida. Fundou um dos primeiros estúdios de cinema do Brasil, produziu mais de dez filmes entre os anos 1920 e 1950, criou personagens femininas modernas e adaptou obras literárias consideradas impróprias na época.

Já na nova edição do Correio de Cinema, newsletter especial do Assiste Brasil, você confere indicações de filmes e de leituras e um artigo inédito sobre Favela dos Meus Amores (1935). O filme é um clássico popular dirigido por Humberto Mauro e produzido/estrelado por Carmen Santos. Ao que tudo indica, seu lançamento foi a primeira grande bilheteria do cinema brasileiro falado e se tornou referência para chanchadas e “filmusicais”. No entanto, Favela… é um fantasma que habita a história do cinema brasileiro, isso porque desde os anos 1950 é dado como perdido. Restaram apenas recortes de jornais, revistas, anúncios, pôsteres e fotografias como provas de seu acontecimento.

Conteúdos exclusivos

O Correio de Cinema e o podcast do Assiste Brasil são exclusivos para apoiadores do site que contribuem com valores a partir de R$ 7 mensais. Os conteúdos também podem ser adquiridos por edições avulsas: o podcast no hearthis.at e a newsletter no Revue. Ouça a seguir a introdução do novo episódio do podcast.