Didico, Dedeco, Mumu e Zaca: veja a primeira foto dos novos Trapalhões

Didico, Dedeco, Mumu e Zaca: veja a primeira foto dos novos Trapalhões

Tags:

Seguindo a proposta da nova versão da Escolinha do Professor Raimundo, lançada em 2015, a Rede Globo apresenta agora a trupe do remake de Os Trapalhões. O grupo humorístico original, eternizado por Dedé, Didi, Mussum e Zacarias, protagonizou produções memoráveis nos anos 1980.

No remake, novos personagens se juntam à trupe. São eles Didico (Lucas Veloso), Dedeco (Bruno Gissoni), Mumu (Mumuzinho) e Zaca (Gui Santana).

Quem aparece a frente do comando da nova turma são os precursores Renato Aragão (Didi) e Dedé Santana. Eles ensinarão os novatos a se transformarem em um Trapalhão.

Veja mais: 7 inesquecíveis filmes dos Trapalhões

O projeto tem a direção de Ricardo Waddington, que também idealizou o remake da Escolinha do Professor Raimundo. Os roteiros dos esquetes são assinados por Didi e a primeira temporada contará com 15 episódios de 30 minutos.

No início do ano, chegou aos cinemas Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood, continuação de Os Saltimbancos Trapalhões (1981). A nova versão de Os Trapalhões na TV estreia dia 17 de julho no canal fechado VIVA e em agosto na Globo.

Imagem de destaque: Divulgação/Rede Globo

 

Canal Viva exibe especial em homenagem a Chico Anysio

Canal Viva exibe especial em homenagem a Chico Anysio

Tags:

O mestre Chico Anysio deixou saudades e um legado de personagens memoráveis. Nesta quinta (23), quando completa cinco anos de seu falecimento, o Canal Viva presta uma homenagem ao artista do jeito que ele mais gostava: com seu humor irreverente e suas criações icônicas.

A programação especial começa às 20h, com o episódio de estreia da Escolinha do Professor Raimundo, exibido em 1990. Na sequência, o canal também recorda duas edições do humorístico que contam com participações especiais, como a dos Trapalhões Dedé (Manfried Sant’Anna) e Mussum (Antônio Carlos Gomes) e com Zé Bonitinho, personagem eternizado por Jorge Loredo. Na primeira, a dupla Dedé e Mussum causa alvoroço na sala mais animada da TV brasileira. O episódio seguinte recorda a primeira aparição de Zé Bonitinho na atração.

Ainda na homenagem a Chico Anysio, o Viva relembra a Praça da Alegria, no programa Chico City, que será exibido às 22h30. O humorístico foi criado em 1956 por Manoel da Nóbrega. Na edição especial de Chico City, que foi ao ar em 1976 na Globo, Chico Anysio interpreta o homem que senta no banco da praça e recebe convidados como a Velha Surda (Rony Rios), Jô Soares, Moacyr Franco, Catifunda (Zilda Cardoso), Cremilda (Consuelo Leandro), Sabichão (Walter D’Ávila) e Mendigo Nobre (Jorge Loredo).

‘Nada Será Como Antes’ oferece aquilo que a TV aberta brasileira precisa

‘Nada Será Como Antes’ oferece aquilo que a TV aberta brasileira precisa

Tags: ,

O primeiro episódio de Nada Será Como Antes, nova minisérie exibida pela TV Globo, já estreou com grandes expectativas. A trama, assinada por Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão, é baseada em fatos reais e conta a história do surgimento da primeira emissora de TV no Brasil. Esse fato histórico até hoje não havia sido contado pela teledramaturgia brasileira.

(mais…)

Racismo e preconceito social no terceiro episódio de ‘Justiça’

Racismo e preconceito social no terceiro episódio de ‘Justiça’

Tags:

Após trazer o machismo e o feminicídio no primeiro episódio e o abuso de poder e impunidade na sequência, a terceira história aborda um tema não menos complexo e real: o racismo. Depois de conhecer a história de Vicente (Jesuíta Barbosa) e Fátima (Adriana Esteves), o público irá conhecer o destino de Rose (Jéssica Ellen).

Filha de empregada doméstica e negra, Rose comemora sua aprovação no curso de Jornalismo em uma universidade pública. Sua mãe, que mora com a filha na casa da “patroa”, não esconde a emoção e orgulho por ver sua filha escrever um futuro bem diferente do seu e de seus antepassados.

No entanto, uma reviravolta irá mudar todo o futuro de Rose. Em um luau na praia, ela é escolhida pela polícia para ser revistada e é levada até a delegacia. Douglas (Enrique Diaz), o vilão do segundo episódio, aparece na trama exercendo sua profissão de policial e revela seu lado preconceituoso e corrupto. Enquanto os brancos são liberados, todos os negros da festa são contidos pelo policial.

O fato é ficcional, mas faz um retrato da realidade. Segundo dados divulgados em abril pelo Departamento Penitenciário Nacional, do Ministério da Justiça, quase 62% dos 622 mil presos do país são negros. O desejo de vingança, que marca todos os personagens da trama, também se faz presente no episódio. Após sete anos passados na prisão, Rose retorna à realidade com uma nova consciência.

Pin It on Pinterest