Assista aos curtas indicados ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019

Assista aos curtas indicados ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019


Mais de 50 curtas-metragens brasileiros que circularam em festivais nacionais e internacionais estão disponíveis para assistir online e gratuitamente. As produções participam do primeiro-turno do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019, que até o final deste mês votará para eleger as finalistas.

A seleção traz filmes de variados gêneros, entre ficção, documentário e animação, e está disponível na plataforma até o dia 31 de maio. Entre os 51 curtas, o Assiste Brasil escolheu dez títulos que representam a diversificada produção audiovisual brasileira. Confira abaixo a seleção e prepara-se para a maratona!

NoirBLUE, de Ana Pi (MG)

“No continente africano, a diretora Ana Pi se reconecta às suas origens através do gesto coreográfico, engajando-se num experimento espaço-temporal que une o movimento tradicional ao contemporâneo. Em uma dança de fertilidade e de cura, a pele negra sob o véu azul se integra ao espaço, reencenando formas e cores que evocam a ancestralidade, o pertencimento, a resistência e o sentimento de liberdade”.

Assista online.

Mesmo com Tanta Agonia, de Alice Andrade Drummond (SP)

“É aniversário da filha de Maria. No trajeto do trabalho para a festa, ela fica presa no trem, em função de uma pessoa caída acidentalmente sob os trilhos”.

Assista online.

A Viagem de Ícaro, de Kaco Olimpio e Larissa Fernandes (GO)

“Bazuka, catador de materiais recicláveis, sonha em voar. Para realizar seu sonho a única alternativa é construir suas próprias asas”.

Assista online.

Nome de Batismo – Alice, de Tila Chitunda (PE)

“Em 1975, a declaração da independência de Angola iniciou uma longa Guerra Civil que matou e expulsou vários angolanos de suas terras. 40 anos depois, Alice, a única filha brasileira de uma família angolana que encontrou refúgio no Brasil, decide ir pela primeira vez à Angola , atrás das histórias que motivaram seus pais a lhe batizarem com esse nome”.

Assista online.

Disexta, de André Catoto (SP)

“Em 2013 o Brasil se prepara para receber a copa do mundo de futebol e olimpíadas. Foi encontrado o pré-sal uma das maiores reservas de petróleo do mundo. A taxa de desemprego  é de 4%. PIB é de USD 2.473 trilhão. Acompanhando as manchetes e chamadas dos telejornais, o cartunista @disexta desenha charges das mudanças no país. Se hoje os brasileiros enfrentam uma política truculenta, seu começo foi aqui”.

Assista online.

Maré, de Amaranta Cesar (BA)

“O movimento da maré: várias gerações de mulheres quilombolas entre o impulso de partir e a vontade de ficar, entre a incerteza do futuro e a força da ancestralidade”.

Assista online.

Nova Iorque, Leo Tabosa (PE)

“Hermila e Leandro querem fugir. Hermila e Leandro querem ficar”. Com Hermila Guedes e Marcélia Cartaxo.

Assista online.

Aqueles Dois, de Émerson Maranhão (CE)

“Caio José tem 25 anos e é enfermeiro, Kaio Lemos tem 38 e é pesquisador acadêmico. O primeiro mora em Quixeramobim, uma pequena cidade no Sertão Central do Ceará. O segundo, na capital do Estado, Fortaleza. Eles têm boa formação intelectual, amigos, família e em nada se diferenciariam dos tantos rapazes que vivem realidades similares não fosse pelo fato de serem homens transgêneros”.

Assista online.

Convite Vermelho, de João Victor Almeida (RJ)

“A rotina com os afazeres domésticos ocupa boa parte do dia da Cristina. Os ruídos desses movimentos ecoam por todos os cômodos vazios da casa. A chegada de um convite inesperado interrompe os seus costumes e a levará para um tocante reencontro, repleto de orgulho e saudade”.

Assista online.

11010, de Gabriela Monnerat e Rodrigo Amim (RJ)

“Ada e Evon vivem em uma cidade que está sendo abandonada. Onde o amor está entre o mundo físico e os códigos binários”.

Assista online.

Imagem em destaque: cena do curta-metragem “NoirBLUE”, de Ana Pi.

Pin It on Pinterest