O que diz o legado da atriz Ruth de Souza sobre meu racismo velado

O que diz o legado da atriz Ruth de Souza sobre meu racismo velado


“Eu me chamo Ruth e eu espero realmente um dia fazer um papel na vivência de gente, sem a marca de ser negro, branco, azul, cor de rosa. E quem sabe eu algum dia consiga?”. A atriz Ruth de Souza que fala no depoimento cedido ao Acervo Digital de Cultura Negra (vídeo abaixo) é a mesma pequenininha que olhou para uma pintura de Debret com índios, brancos e negros quando alguém lhe apontara: “negro tem mente atrofiada”.

(mais…)

Animação brasileira completa 100 anos de história

Animação brasileira completa 100 anos de história


Uma charge animada sobre a situação bélica na Europa é considerada o marco inicial da animação brasileira. “O Kaiser” (1917), de Álvaro Marins (Seth), estreou há exatos 100 anos nas telas do Cine Pathé, no Rio de Janeiro. Do curta, restou um único fotograma que mostra o imperador Guilherme II, da Alemanha, sendo engolido por um globo terrestre. Oito animadores brasileiros tomaram a imagem como inspiração e realizam uma reanimação para o documentário “Luz Anima Ação” (2013), de Eduardo Calvet.

(mais…)

Brasileiro não vê cinema alternativo brasileiro porque não se vê nele

Brasileiro não vê cinema alternativo brasileiro porque não se vê nele


Adoro filmes brasileiros. Já foi tempo em que eu cruzava a cidade pra assistir filme brasileiro. Detalhe no cruzar a cidade. É literalmente cruzá-la.

É que moro na zona norte e os cinemas cult do Rio estão na zona sul, eixo rico da cidade. Filme brasileiro não-comercial, simplesmente por sê-lo, entra no bolo “cult”.

E olha que nem moro em bairro periférico. Apesar de levar uma hora pra chegar no cinema, pegava apenas um ônibus. Tem quem leve a duração de um filme pra chegar no cinema.

Ah, e outra: você faz o quê às 14h? Trabalha, né. Sabe que horas passa o filme brasileiro? Adivinha.

(mais…)

Por que precisamos falar sobre assédio?

Por que precisamos falar sobre assédio?


“Em fevereiro de 2017, dentro do camarim da empresa, na presença de outras duas mulheres, esse ator, branco, rico, de 67 anos, que fez fama como garanhão, colocou a mão esquerda na minha genitália. Sim, ele colocou a mão na minha buceta e ainda disse que esse era seu desejo antigo”. Susllem Meneguzzi Tonani, 28 anos, figurinista na Rede Globo, assediada no trabalho por José Mayer, 67 anos, ator renomado.

(mais…)

“Justiça” e a desconstrução do habitual

“Justiça” e a desconstrução do habitual


A autora e roteirista Manuela Dias, durante o programa Ofício em Cena, programa da Globo News, foi questionada sobre sua forma de escrever sob a supervisão de Duca Rachid em “Ligações Perigosas”. Em uma frase, sintetizou o seu maior objetivo: “eu não estou preocupada que as pessoas entendam, eu estou preocupada que elas sintam”.

(mais…)

Pin It on Pinterest