TOP 10: melhores filmes brasileiros de 2017

TOP 10: melhores filmes brasileiros de 2017

Tags: ,

Realizar uma seleção dos melhores filmes brasileiros de 2017 é fazer um panorama de um ano do cinema nacional marcado pela autoria e diversidade temática. Em uma comparação superficial, o público do cinema nacional caiu 40% em relação a 2016, mesmo mantendo a média do número de filmes exibidos nas telonas — segundo o Filme B, 142 longas.

(mais…)

Crítica: ‘Baronesa’ traz o olhar feminino e humanizante sobre a periferia

Crítica: ‘Baronesa’ traz o olhar feminino e humanizante sobre a periferia


A função social do cinema o aproxima de debates sobre a representatividade e o lugar de fala. Cabe ao cineasta, que direciona o olhar, ser um mediador na exposição de uma realidade da qual não pertence? “Baronesa”, filme de estreia de Juliana Antunes, instiga essa reflexão ao apresentar Andreia​ e Leidiane, vizinhas na comunidade Vila Mariquinhas, em Belo Horizonte.

(mais…)

Crítica: A ousadia do trash nacional em ‘As Boas Maneiras’

Crítica: A ousadia do trash nacional em ‘As Boas Maneiras’


Tentar delimitar “As Boas Maneiras” (2017) a um gênero é um erro. Ele não é um filme de suspense e muito menos de terror, como sugere sua apresentação, mas um típico representante do cinema de autor, que, nesse caso, são dois. Juliana Rojas (Sinfonia da Necrópole) e Marco Dutra (O Silêncio do Céu) retomam a parceria após “Trabalhar Cansa” (2011) com uma produção que retrata o lendário sem se desprender do social.

(mais…)

Animação brasileira completa 100 anos de história

Animação brasileira completa 100 anos de história


Uma charge animada sobre a situação bélica na Europa é considerada o marco inicial da animação brasileira. “O Kaiser” (1917), de Álvaro Marins (Seth), estreou há exatos 100 anos nas telas do Cine Pathé, no Rio de Janeiro. Do curta, restou um único fotograma que mostra o imperador Guilherme II, da Alemanha, sendo engolido por um globo terrestre. Oito animadores brasileiros tomaram a imagem como inspiração e realizam uma reanimação para o documentário “Luz Anima Ação” (2013), de Eduardo Calvet.

(mais…)

As Duas Irenes e o que encontraram através do espelho

As Duas Irenes e o que encontraram através do espelho


Irene (Priscila Bittencourt) não é mais criança para se sujar enquanto brinca, mas também é reprimida quando pede para pintar as unhas de vermelho. Ela é a filha do meio de três irmãs e se sente à margem dos acontecimentos familiares: enquanto a atenção está centrada na festa de debutante da primogênita, a caçula não perde o lugar no colo.

(mais…)

Pin It on Pinterest