Pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos, uma equipe em competição será formada apenas por refugiados. Popole Misenga, atleta de judô da República do Congo, fará parte dessa história e será um dos personagens do curta “Heróis”, do cineasta Cavi Borges.

A produção será exibida em dezembro, no SporTV, dentro do projeto “As Olimpíadas passaram por aqui”, idealizado por Jorge Furtado. Popole mora em uma comunidade congolesa localizada no bairro Brás de Pina. Ele mora há três anos no Rio, desde que chegou ao país para uma competição. O atleta iniciou no judô ainda criança, incentivado por um programa do governo para órfãos — sua mãe foi morta quando tinha apenas oito anos.

Em 2014, Jorge Furtado produziu o documentário “A Copa passou por aqui” a convite do SporTV. O cineasta convocou um time de 11 cineastas para registrar a passagem da Copa por diversas cidade. Um deles foi Lázaro Ramos, que dirigiu o curta “Tudo ou Nada”, gravado em Salvador (BA). O projeto também contou com a participação de Esmir Filho, Leandra Leal, Davi Pretto, Tata Amaral, entre outros.