Não houve brasileiro entre os indicados à categoria de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2018, mas isso não quer dizer que o Brasil tenha ficado totalmente de fora. Dois profissionais com carreira internacional representam indiretamente o País na disputa pelas estatuetas. São eles Carlos Saldanha, com Touro Ferdinando, e Rodrigo Teixeira, um dos produtores de Me Chame Pelo Seu Nome. 

Saldanha, que concorre na categoria de Melhor Animação, é o primeiro brasileiro a ser indicado mais de uma vez ao Oscar. Em 2004, ele concorreu na categoria de Melhor Curta de Animação com Aventura Perdida de Scrat, spin-off de A Era do Gelo. Agora, com o longa-metragem, disputa a estatueta com outras quatro produções: O Poderoso Chefinho, Viva – A Vida é uma Festa (da Pixar), Com Amor, Van Gogh e The Breadwinner.

O animador fez sua estreia em 2002 na codireção de A Era do Gelo. Seu primeiro trabalho solo foi em Robôs (2005), seguido por A Era do Gelo 2 e (2006 e 2009) e Rio 1 e 2 (2011 e 2014). Os filmes foram produzidos pelo estúdio Blue Sky Studios, que desde 1998 pertence à Fox Filmes.

Me Chame Pelo Seu Nome

Outro nome brasileiro de destaque no mercado cinematográfico internacional é Rodrigo Teixeira. Ele está a frente da RT Features, produtora de Me Chame Pelo Seu Nome, que trás na direção o italiano Luca Guadagnino. A produção foi indicada a quatro categorias do Oscar 2018, entre elas a de Melhor Filme.

O histórico do produtor é marcado por reconhecidos e premiados títulos, entre eles o terror independente A Bruxa (2015), Frances Ha (2012) e Mistress America (2015), esses dois últimos protagonizados por Greta Gerwig, indicada ao Oscar por sua estreia na direção com Lady Bird.

Rodrigo Teixeira e Carolina Dieckmann nas gravações de “O Silêncio do Céu”, thriller dirigido por Marco Dutra (Foto: Divulgação)

No mercado nacional, Teixeira foi o responsável pela produção de Heleno (2011), O Abismo Prateado (2011), O Cheiro do Ralo (2006), O Silêncio do Céu (2016), para citar alguns. Em 2014, a RT Features firmou uma parceria com a Sikelia Productions, empresa do cineasta Martin Scorsese, para financiar filmes de cineastas emergentes. A primeira coprodução foi A Ciambra, de Jonas Carpignano, exibida no Festival de Cannes em 2017 e agora indicada ao Independent Spirit Awards, principal premiação do cinema independente.

A produtora paulista comandada por Teixeira entrou na indústria cinematográfica hollywoodiana no fim dos anos 1990. Ben Stiller foi o primeiro grande nome do mercado internacional que se interessou pelas aquisições e propostas da RT Features. Seus trabalhos mais recentes contam com a participação de Robert Pattinson e Willem Dafoe, juntos em The Lighthouse (ainda em pré-produção), e Brad Pitt no thriller de ficção científica Ad Astra, dirigido por James Gray.

 

Leia mais

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest