O Animage – Festival Internacional de Animação de Pernambuco chega a sua oitava edição prezando pela ousadia, diversidade e liberdade de expressão. A partir desta sexta-feira (24) até o dia 3 de dezembro, os cinemas São Luiz, do Museu, o Jump – Apolo 235 e a CAIXA Cultural, em Recife (PE), exibem animações de 28 países e cedem seus espaços para debates e oficinas.

No centenário da animação brasileira, as produções nacionais levam suas marcas autorias às mostras e sessões especiais. Foram selecionadas 19 animações de cinco estados, apresentadas nas mostras competitivas (adulta e infantil), temáticas e também em sessões especiais.

Na Mostra Brasil estão reunidos todos os curtas brasileiros que competem na categoria principal. As exibições acontecem em duas sessões, sendo a primeira no dia 29/11 (quarta-feira) e a segunda dia 30/11 (quinta), ambas às 19h, no Cinema São Luiz. Confira abaixo os títulos participantes:

Mostra Brasil 1 (29/11, às 19h, no Cinema São Luiz)

– Oceano, de Renato Duque (São Paulo, 2017, 15’40”)
Sob o Véu da Vida Oceânica, de Quico Meirelles (São Paulo, 2016, 8’47”)
Momento Psicodélico Nº 13: Breech Delivery, de Daniel Bruson (São Paulo, 2017, 1’06”)
Torre, de Nádia Mangolini (São Paulo, 2017, 18’31”)
Tailor, de Calí dos Anjos (Rio de Janeiro, 2016, 9’47”)
A Bolinha Azul Que Está Constantemente Triste, de Eduardo Wahrhaftig (São Paulo, 2017,12′)
Vênus – Filó a fadinha Lésbica, de Sávio Leite (Belo Horizonte, 2017, 6′)

Mostra Brasil 2 (30/11, às 19h, no Cinema São Luiz)

Fazenda Rosa, de Chia Beloto (Recife, 2017, 8’19”)
Plantae, de Guilherme Gehr (Rio de Janeiro, 2017, 10’25”)
– Em Crise, de Amir Admoni e Paula Rocha (São Paulo, 2016, 1’30”)
Caminho dos Gigantes, de Alois Di Leo (São Paulo, 2016, 11’52”)
– La Loba, de Julia de Macedo Nicolescu (Rio de Janeiro, 2017, 3’09”)
O Violeiro Fantasma, de Wesley Rodrigues (Aparecida de Goiânia, 2017, 6’50”)

“Oceano”, de Renato Duque, foi inteiramente realizado em rotoscopia. Imagem: Divulgação

Destaque para as animações “Caminho dos Gigantes”, selecionada para o Annecy, e “Oceano”, eleita pelo CILECT a melhor produção do gênero da América Latina em 2017. “Vênus – Filó a fadinha Lésbica”, exibida no Festival de Berlim, também representa o Brasil na Mostra Erótica do Animage, dia 01/12 (sexta), às 20h30, no Cinema São Luiz.

Todas as produções serão exibidas também nas sessões competitivas principais, adulta e infantil, ao longo da programação do Animage. As Mostras Brasil serão reprisadas nos dias 02/12 (sábado), às 19h, e 03/12 (domingo), às 17h, no Jump – Apolo 235.

Sessões especiais

Uma das mostras especiais de 2017 leva pela primeira vez ao cinema “Angeli, The Killer”, dirigida por César Cabral para o Canal Brasil. Os episódios foram inspirados na obra de um dos mais provocadores cartunistas do País, Angeli, criador da revista “Chiclete com Banana” e de personagens como a boêmia Rê Bordosa e o punk Bob Cuspe.

“Angeli, The Killer” é uma série de curtas animados em stop motion, dirigida por César Cabral para o Canal Brasil. Imagem: Divulgação

As esquetes dos quadrinhos transportadas para a animação stop motion são protagonizadas pelos principais personagens em temáticas urbanas, repletas de críticas de costumes e de humor ácido. São seis curtas que formam a coletânea,: “Saudação à mandioca”, “Música na cabeça e outros grudes”, “Botecos, padocas e pés-sujos!”, “Como se dar bem numa roda de descolados”, “Pipoca e cinema com manteiga” e “Delírios de um amor louco”.

A Mostra Especial  “Angeli, The Killer”, com 70 minutos de duração, acontece no Cinema São Luiz, no dia 29/11 (quarta-feira), às 20h30. Já o reprise será exibido na Caixa Cultural Recife, no dia 02/12 (sábado), às 19h.

Debates e oficinas

A ilustradora e animadora Rosana Urbes ministra uma masterclass dentro da programação do festival sobre o processo de produção e criação. Diretora do premiado “Guida“, Rosana realizou trabalhos em grandes produções, como “Lilo & Stich”, “Mulan”, “Tarzan”, “Encantada” e “Asterix”, e foi a primeira mulher brasileira premiada no Annecy, mais importante prêmio do cinema de animação.

O Animage promove um debate com representantes das principais produtoras pernambucanas para discutir as oportunidades, dificuldades e o caminho que o mercado vem tomando no Estado. Marcos Buccini, que acaba de lançar um livro sobre animação no Brasil, fará a mediação, com participação de  Ulisses Brandão (Viu Cine), Felipe Almeida (Mr. Plot), Marcelo Vaz (Z4 Estúdio).

Paralelamente às exibições e debates, são realizadas oficinas gratuitas sobre técnicas de animação, oferecendo a experiência prática para crianças, iniciantes e também profissionais. Neste ano, são três os temas: Bonecos Artesanais para Stop Motion, ministrada pela francesa Claire Sichez; Rotoscopia para Crianças, com Renato Duque; e Animação com Recortes, ministrada por Chia Beloto e Marilia Cantuária. Todas as oficinas serão realizadas na Caixa Cultural Recife, entre os dias 27/11 e 01/12. 

Os ingressos para as sessões nos cinemas São Luiz e do Museu custam R$ 5 (valor único). As exibições na Caixa Cultural e Jump – Apolo 235 são gratuitas, sujeitas à lotação. As listas e sinopses das mostras competitivas de longa e curtas-metragens, assim como a programação completa, estão disponíveis no site do Animage.

A imagem de destaque pertence ao curta “Vênus – Filó a fadinha Lésbica, de Sávio Leite”, em exibição no Animage 2017.

Leia mais

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest