O Festival de Annecy, o maior e mais importante festival de cinema de animação do mundo, vai homenagear a animação brasileira em sua próxima edição, em 2018. No ano passado, o Annecy ganhou uma mostra especial no Animage, o Festival Internacional de Animação de Pernambuco, que chega este ano a sua 8ª edição.

Nos últimos anos, o Brasil vem ganhando maior destaque no festival. Em 2013 e 2014 animações brasileiras receberam o maior prêmio do festival para longas-metragens, o Cristal. A primeira produção brasileira premiada foi Uma História de Amor e Fúria (2013), de Luiz Bolognesi, e consecutivamente O Menino e o Mundo (2014), de Alê Abreu.

Brasil em Annecy 2017

Neste ano, o Brasil reduziu significativamente sua participação no Annecy. Tito e os Pássaros foi o único longa brasileiro que entrou na seleção oficial, em uma seção dedicada a filmes em produção. A animação, dirigida por Gustavo Steinberg, tem previsão para ser finalizado em abril de 2018.

Além do longa, quatro curtas-metragens entraram na programação. Foram eles: Vênus, de Sávio Leite, O Poeta das Coisas Terríveis, de Guy Charnaux; e Endangered Love, de Diogo Kalil e Mateus de Paula Santos, Fábrica de Emoções, de Gabriel Nobrega, exibidos na seção filmes comissionados, dedicada a filmes publicitários.

Este ano, o Annecy chegou a sua 41ª edição e aconteceu entre os dias 12 e 17 de junho. O país homenageado foi a China, que ganhou mostras especiais na programação. O grande vencedor de 2018 foi o longa-metragem Lu Over the Wall, do realizador japonês Masaaki Yuasa.

A próxima edição do Annecy acontece entre os dias 11 e 16 de junho de 2018.

Leia mais

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest