O 27° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema, que acontece de 5 a 11 de agosto em Fortaleza, divulgou a lista de filmes selecionados para as Mostras Competitivas Ibero-americana de Longa-metragem e Brasileira de Curta-metragem. Os filmes foram escolhidos dentre mais de mil inscritos, dos quais 260 longas de 17 países e 853 curtas de 25 estados do Brasil, sendo 97 do Ceará. Nesta edição participam sete longas e 14 curtas.

Dentre os destaques na Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem estão dois filmes brasileiros que fazem sua première mundial no festival cearense: Malasartes e o Duelo com a Morte, de Paulo Morelli, superprodução da O2 Filmes com o maior número de efeitos especiais da história do cinema no País, com Jesuíta Barbosa, Isis Valverde, Julio Andrade, Leandro Hassum e Vera Holtz no elenco; e Pedro Sob a Cama, de Paulo Pons (Vingança), com Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto.

Também estão na disputa cinco longas que serão exibidos no Brasil pela primeira vez: Santa e Andrés (Cuba/França), de Carlos Lechuga, que venceu 11 prêmios em festivais, incluindo melhor filme, atriz (Lola Amores) e roteiro no Festival de Guadalajara, no México, e o XI Prêmio Julio Alejandro de Roteiro, no SGAE; o chileno Uma Mulher Fantástica, de Sebastián Lelio (Glória), que conquistou o Urso de Prata de roteiro e o Prêmio Teddy no Festival de Berlim; o argentino Ninguém Está Olhando, de Julia Solomonoff, que venceu o prêmio de melhor ator (Guillermo Pfening) no Festival de Tribeca, em Nova York, O Homem que Cuida (República Dominicana/Porto Rico/Brasil), de Alejandro Andújar, que participou do Festival de Roterdã, e Últimos Dias em Havana (Cuba/Espanha), de Fernando Pérez, um dos grandes destaques da Berlinale deste ano e premiado melhor filme latino-americano no Festival de Málaga.

Dentre os curtas brasileiros, destaque para Vênus – Filó a Fadinha Lésbica, de Sávio Leite, exibido na mostra Panorama do Festival de Berlim, na Alemanha; Mehr Licht!, de Mariana Kaufman e Valentina, de Estevão Meneguzzo, exibidos no Festival de Edimburgo, na Escócia. Além de cinco curtas cearenses: A Balada do Sr. Watson, Caleidoscópio, Do Que Se Faz De Conta, Memórias do subsolo ou o homem que cavou até encontrar uma redoma e Vando Vulgo Vedita.

Na competitiva de longas serão agraciados com o troféu Mucuripe os vencedores nas categorias Melhor Filme, Direção, Fotografia, Edição, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. Concorrem ao troféu Mucuripe na competitiva de curtas os eleitos pelo júri nas categorias de Melhor Curta-metragem, Direção, Roteiro e Produção Cearense. Convidado do festival, o jornalista Rodrigo Fonseca assina a curadoria dos longas junto a Margarita Hernández, coordenadora geral do Cine Ceará, e Wolney Oliveira, diretor do festival. Na curadoria dos curtas estão a professora e cineasta Beatriz Furtado e o cineasta e programador de cinema Salomão Santana.

Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem

Malasartes e o Duelo com a Morte Paulo Morelli. Ficção. 110min. Brasil. 2017 (Première Mundial)

Ninguém está olhando Julia Solomonoff. Ficção. 102min. Argentina. 2017 (Première Brasil)

O homem que cuida Alejandro Andújar. Ficção. 85 min. República Dominicana/Porto Rico/Brasil. 2017 (Première Brasil)

Pedro sob a cama Paulo Pons. Ficção. 100 min. Brasil. 2017 (Première Mundial)

Santa e Andrés Carlos Lechuga. Ficção. 105 min. Cuba/França. 2016 (Première Brasil)

Últimos dias em Havana Fernando Pérez. Ficção. 93 min. Cuba/Espanha. 2017 (Première Brasil)

Uma mulher fantástica Sebastián Lelio. Ficção. 100 min. Chile. 2017  (Première Brasil)

Mostra Competitiva Brasileira de Curta-metragem

A Balada do Sr. Watson Firmino Holanda. Documentário. 21 min. Ceará. 2017

Algo do que Fica Benedito Ferreira. Ficção. 23min. Goiás. 2017

Caleidoscópio Natal Portela. Ficção. 18min. Ceará. 2017

Do Que Se Faz De Conta Amanda Pontes, Michelline Helena. Ficção. 16min. Ceará. 2016

Festejo Muito Pessoal Carlos Adriano. Experimental. 8 min. São Paulo. 2017

Fogo Selvagem Diogo Hayashi. Ficção. 18min. São Paulo. 2017

Manual Letícia Simões. Documentário. 07min. Rio de Janeiro. 2016

Mehr Licht! Mariana Kaufman. Experimental. 10min. Rio de Janeiro. 2017

Memórias do subsolo ou o homem que cavou até encontrar uma redoma

Felipe Camilo. Documentário. 11min. Ceará. 2017

O Estacionamento William Biagioli. Ficção. 16 min. Paraná. 2016

Simbiose Júlia Morim. Documentário. 20min. Pernambuco. 2017

Valentina Estevão Meneguzzo. Ficção. 17min. Rio de Janeiro. 2017

Vando Vulgo Vedita Andréia Pires e Leonardo Mouramateus. Ficção. 21min. Ceará. 2017

Vênus – Filó a fadinha Lésbica Sávio Leite. Animação. 06 min. Minas Gerais. 2017

Posteriormente o Cine Ceará divulgará o resultado dos selecionados para a Mostra Olhar do Ceará, os filmes que terão exibição especial e a programação completa do festival. O 27° Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura, da Prefeitura Municipal de Fortaleza, via Secultfor, e do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e Bucanero Filmes e conta com patrocínio da SP Combustíveis e M. Dias Branco através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) e da OI e ENEL através do Mecenato Estadual do Ceará. Conta ainda com Apoio Cultural da OI FUTURO e Indaiá.

Imagem de destaque: Malasartes e o Duelo com a Morte/André Brandão

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest