“O cinema brasileiro só tem sexo, violência, pobreza e drogas”. Quantas vezes você já ouviu esse discurso?

Pois é, muita gente fala isso. Mas o preconceito é motivado pela falta de informação: o que pouca gente sabe é como a produção cinematográfica foi, desde suas origens, inovadora, contestadora e diversa.

Desde a chegada do cinema no Brasil, na virada para o século XX, encontramos o que ainda hoje é, infelizmente, muito comum: a valorização de produções internacionais, de grandes estúdios, em detrimento da produção local. Mas, essa história não acabou por aí. A resistência já existia muito antes da internet com os “cavadores”, pequenos cinegrafistas cariocas que já faziam cinema nacional na década de 1910.

Conheça mais sobre o princípio da história do cinema brasileiro no primeiro episódio da série Cinema Brasilis, realizada pelo Cinemascope:

Texto de autoria de Marcelo Lima 

Leia mais

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest