A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood divulgou nesta quinta (15) os nove pré-indicados na categoria de Melhor Filme Estrangeiro do Oscar 2017 e o Brasil ficou de fora. O representante brasileiro na competição foi o até então desconhecido “Pequeno Segredo”, de David Schurmann. “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, apesar de ter concorrido ao Palma de Ouro no Festival de Cannes 2016, não foi o preferido pela Comissão Especial do Oscar.

David Schurmann se pronunciou sobre o resultado em seu perfil no Facebook, afirmando que “independentemente da pré-indicação ou não, sigo feliz e orgulhoso da trajetória de Pequeno Segredo”. “A vida segue em frente com Pequeno Segredo emocionando e conquistando milhares de brasileiros com sua história de amor incondicional”, escreveu.

O cineasta Kleber Mendonça também se pronunciou sobre o resultado, ressaltando que já era esperado. “É bem possível que a decisão da comissão esteja em total sintonia com a realidade política do Brasil, ou seja, é coerente e já esperada”, disse.

Apesar de ter ficado de fora da competição, a participação de “Aquarius” no Oscar 2017 não é impossível. Segundo o site Screen Daily, a distribuidora norte-americana do filme, a Vitagraph Films, irá trabalhar em uma campanha para que Sonia Braga seja indicada à Melhor Atriz por seu papel no filme.

No circuito internacional, o filme de Kleber Mendonça ganha mais força. Até o momento, o filme recebeu 16 premiações em festivais internacionais, foi destacado como um dos melhores do ano pela renomada revista francesa Cahiers du Cinéma e pelo The New York Times, além de ter sido distribuído em mais de sessenta países. O trabalho de Sonia Braga foi reconhecido pela associação de críticos de San Diego, que a elegeu a Melhor Atriz, desbancando Emma Stone e Annette Bening.

A polêmica envolvendo “Aquarius” e a falta de credibilidade quanto à imparcialidade da Comissão Especial do Oscar fez com que três diretores retirassem seus filmes da disputa – “Mãe Só Há Uma”, de Anna Muylaert, “Boi Neon”, de Gabriel Mascaro, e “Para Minha Amada Morte”, de Aly Muritiba. Além disso, dois membros originalmente convidados para compor a comissão deixaram seus postos. A atriz Ingra Liberato e o cineasta Guilherme Fiúza Zenha foram substituídos por Camurati e Barreto.

Apesar de nunca ter levado o prêmio, o Brasil foi indicado quatro vezes ao Oscar de melhor filme estrangeiro: “O Pagador de Promessas” (1963), “O Quatrilho” (1996), “O Que É Isso, Companheiro?” (1998) e “Central do Brasil” (1999). A última vez que um filme brasileiro ficou entre os pré-selecionados foi em 2008, com “O Ano Que Meus Pais Saíram de Férias”, de Cao Hamburger.

Confira abaixo a lista completa dos pré-selecionados para o Oscar 2017 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Os finalistas indicados ao prêmio serão anunciados no dia 24 de janeiro de 2017.

O Apartamento (Irã)
É Apenas o Fim do Mundo (Canadá)
En Man Som Heter Ove (Suécia)
Ma Vie De Courgette (Suíça)
Paraíso (Rússia)
Tanna (Austrália)
Terra de Minas (Dinamarca)
The King’s Choice (Noruega)
Toni Erdmann (Alemanha)

Leia mais

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest