Você já deve ter ouvido de alguém a seguinte frase: “mas que fim de mundo é esse?”. É com base nesse dito popular que a nova série do Canal Brasil narra sua história. Em apenas cinco episódios, Fim do Mundo conta a história de Cristiano (Jesuíta Barbosa) e Vitória (Hermila Guedes), mãe e filho, que se veem obrigados a voltar para a pacata cidade de Desterro. Chegando lá, ficam hospedados na casa do irmão Balbino (Alberto Pires), um sujeito rude e conservador, que é casado com Joaninha (Larissa Leão) e hospeda a sogra Mazé (Marcélia Cartaxo) como criada.

Hilton Lacerda e Lírio Ferreira, cineastas pernambucanos, assinam a produção com ares nordestinos. Hilton assina a criação e o roteiro da série, enquanto Lírio estreia na direção televisiva. A dupla traz uma nova modalidade de série que está sendo testada pelo canal. Com jeito de cinema nacional, a série é contada sem pretensões de grandes plot twists (viradas no enredo), como se fosse um filme para ser apreciado e sentido.

A série mostra um sertão que até então é distante do grande público, que exala vida em suas tradições e lendas regionais, assuntos ainda pouco explorados pelo audiovisual brasileiro. Fim do Mundo cumpre a função de mostrar a intensidade das relações humanas, que vêm sendo realizada em filmes pernambucanos como Aquarius (de Kleber Mendonça Filho), A História da Eternidade (de Camilo Cavalcanti), Tatuagem (do próprio Hilton Lacerda) e Sangue Azul (do também diretor Lírio Ferreira).

série fim do mundo

O que mais nos chama atenção na série é o recomeçar da vida e como isso é retratado pelos protagonistas. Cristiano acaba de sair da prisão e questiona sua liberdade na cidadezinha ao perceber que todos ao seu redor estão apegados à alguma amarra social. Já sua mãe, Vitória, descreve a cidade como “fim de mundo” onde pessoas estão fadadas à estagnação, a conformidades e a viver tradições e costumes com os quais não concordam. Seus personagens destoam entre moralidade e imoralidade social, cada qual vivendo à sua maneira.

Essa relação familiar e como se apegam às tradições e costumes regionais dão o tom de toda a série. As constantes referências ao cinema e à literatura regional também são marcos da produção.  Cada episódio é baseado em um conto de autor nordestino, entre eles Ronaldo Correio de Brito, Hermilo Borba Filho, Antonio Carlos Viana e Sidney Rocha. A narrativa principal percorre todos os episódios, dialogando com cada trabalho literário.

A série é algo diferente de tudo que já vimos apresentados na televisão e apostar em cineastas de renome do cinema nacional é um atrativo a mais para os curiosos. Além da exibição pelo Canal Brasil (nos sábados, às 22h), todos os episódios de Fim do Mundo estão disponíveis na integra no serviço de streaming do Canal Brasil na Globosat Play. Você não se arrependerá de dar uma chance a essa experiência audiovisual.

Leia mais

Comentrários

comentários

Pin It on Pinterest